março 31, 2009

Não sou rapariga que se dedica a conversas. Sou rapariga de pensar. Não sei usar as palavras numa conversa, mas sei usá-las perfeitamente no meu pensamento. A minha escrita passa também por ser o meu pensamento. Por isso escrevo tanto, é uma forma de poder dizer o que penso. Não se equipara a uma escrita verbal momentânea, esta é muito mais pensada, mas como disse: sou rapariga de pensar.
Sou também uma aquariana.

1 comentário:

AnaLuísa disse...

A minha escrita passa também por ser o meu pensamento.

identifiquei-me com isto, claro :)

eu sinto.