abril 07, 2009

Por agora dou-me por aqui

Após a primeira publicação neste blogspot nunca mais falei de mim. Seguindo à risca a dita frase "Não sou, vou sendo" eu cá acrescento que estava sendo e agora sou o que vim sendo, e estou pronto para amanhã voltar a ir sendo até ser.
Deixei de ser pessoa de amor aqui e amor ali e bebé e fofinho, NO WAY. É com este sorriso que tenho agora marcado que escrevo estas frases, nem duras nem fáceis, mas com um adjectivo que eu deixo à imaginação do leitor (aqui uma frase liricamente egocêntrica, tal como se o eu que falo fosse importante ao ponto de tratar os outros como consequentes hipotéticos).
Gosto de ler. O meu escritor preferido é o - nosso - José Saramago. Li dele três livros, Ensaio Sobre a Cegueira, Ensaio Sobre a Lucidez, Intermitências da Morte, encontrando-se os três na minha lista de livros preferidos. De Saramago, quem me indicar a papelaria que venda os Cadernos de Lanzarote leva consigo a minha vida, ando à procura dos Diários há uma vastidão de séculos. Seguindo outro estilo de leitura, sou leitora da Super Interessante revista essa que desde que olhei para ela percebi que aborda temáticas aplicáveis nos exames nacionais de Biolgia e Geologia - lá vou eu dar o meu contributo para as estatísticas 2008/2009.
Gosto de fotografia. Não sou nenhuma experiente nem faço nada de que me possa gabar, mas gosto de ver fotografia, maravilhar-me com trabalhos visualmente agradáveis e mesmo aqueles que éticamente não são assim tão agradável.
Gosto de pessoas. Não sei o que parece mas gosto de pessoas, de olhar para as pessoas. Às vezes fico a olhar e olho de novo continuando a olhar, não conheço qualquer mal nisso, o que pode acontecer é ser incómodo para a pessoa observada, mas para mim... sem problema.
Gosto dos abraços dos David, estás a fazer caretas?
Gosto do meu curso. Pode ser difícil e rebentar com os neurónios do pessoal, mas não tenho dúvidas de que é o curso certo para mim, apesar de ser uma indecisa face a cursos superiores. Ela é investigação científica, é neurologia. Investigação científica requer, além de investimento, disponibilidade de tempo e adiar projectos pessoais como constituir família e afins. Neurologia é a média altíssima de Medicina e o facto de não querer passar o resto da vida atrás de uma secretária a preencher relatórios. Para mim, se conseguir acabar naquilo que gostarei, terá que ser aplicado! Mas eu sei que um curso superior não é o meu bilhete de identidade, a minha disponibilidade é que o será.
Gosto de massa. Tudo com massa. Modéstia à parte, é do que cozinho melhor. Mas massa só em água, bem temperada e uma pitada de piri-piri, no lóbulo da orelha. Aqui os louros podiam ser para mim, mas são para o meu pai, cujo halo deve ter milhas de diâmetro.
Gosto de Londres. Como quem diz, é a minha viagem de sonho. Estou a planear para viagem de fim de Secundário e início de Faculdade, nas férias de Verão 2010. Basta ter a companhia certa and see you later Portugal. Também gostava muito de visitar Roma e o Vaticano - este súbito interesse advém da leitura do livro Anjos e Demónios de Dan Brown que devorei em dois dias. Além disso, espero viajar este ano até Paris. Paris era onde eu devia estar neste preciso momento, mas por incongruências presentes, a viagem foi adiada para não se sabe onde não se sabe quando.
Gosto de cinema. As salas de cinema são sugestivas, e é uma das ocasiões em que bebo Pepsi ou Coca-Cola voluntariamente (explico que as minhas papilas gustativas não tragam este tipo de bebidas, seja na zona direita esquerda ou central).
Por agora dou-me por aqui.

4 comentários:

coloredleaves» disse...

Adorei o texto, reparei que tens gostos parecidos com os meus, como Londres, massa e cinema. Nunca li o livro de anjos e demonios o que fala?
Beijinhos*

coloredleaves» disse...

é dos stone sour - through glass *
Beijinho'

AnaLuísa disse...

adorei ler isto, adorei ficar a conhecer-te melhor :)

Gosto de pessoas. Não sei o que parece mas gosto de pessoas, de olhar para as pessoas. Às vezes fico a olhar e olho de novo continuando a olhar, não conheço qualquer mal nisso, o que pode acontecer é ser incómodo para a pessoa observada, mas para mim... sem problema. - isto sou eu! LOL, sim elas sentem-se incomodadas xD

hum, mais .. adoro massa também! devo ser a única pessoa à face da terra a detestar arroz.
adoro saramago também, mas só li dois livros dele.. adorei o anjos e demónios e o livro também contribuiu para a forma como agora olho a igreja. não gostava de ir ao vaticano. também gosto do cinema, embora os preço dos bilhetes estejam cada vez menos convidativos -.-
também adoro fotografia :D era darem-me uma boa máquina que tirava fotos lindas ..

sabes que mais? adorei o primeiro parágrafo. fantástico jogo de palavras.. tudo muito despachado, mesmo à saramago ;)

beijinho MollieBar :D *

coloredleaves» disse...

No welcome.
Já chegas-te a ver o filme "o último templário" ? não é a mesma coisa mas também é contra a igreja. É assim há um grupo de arqueologos que anda a procura de algo que pode por em risco a vida toda da igreja que é o envagelho de jesus nazareno, eles encontram devido a um cartografo que naquela altura fazia parte dos homens das cruzadas que servia para proteger a igreja, que escrevia as viagens que fazia e uma delas ele chegou a esconder esse tal envagelho, mas no final não chegou a ser revelado porque simplesmente uma das arqueologas deixou-o escapar porque a fé que as pessoas tinham era uma forma de se manterem alegres e para continuar a vida.
O filme não é muito parecido com o livro, mas pelo o que vi na sinopse dele os Illuminati sao uma seita com informações secretas que podem destroir o vaticano. Parece-me muuiito interessante.
Beijinho*