maio 23, 2009

notas notas notas infinito notas notas notas

É para os testes de ADN e para os empacotar no frasco dos oregãos para temperares as refeições. A curiosidade matou o gato, mas não é curiosidade mexeres naquilo que é meu e que está no meu territótio (sim, porque nesta casa tenho o meu território), isso chama-se vontade de ser estúpida. Vontade? Pronto, era apenas um eufemismo... Tenho andado com o feitio murcho, mas é isso metam-no mais para baixo! Já que estou numa destas, estou farta de ouvir "E que nota vais ter no fim do período?" FOOOOODASS, tal obcessão. Têm mais talas em frente aos olhos do que eu, de certeza! Eu tenho as notas na escola que tenho, mas eu não sei como as tenho e muito menos sei para que as tenho. Só há uma coisa que eu sei e que tenho vindo a aprender: Quanto mais alto elevo a fasquia, mas terei que me esforçar para a manter equilibrada. Como meti a minha fasquia muito em cima, agora só tenho que a aguentar!

2 comentários:

Carolina Loureiro disse...

fiz à pouco tempo.
encontrei o teu no da inêsmel :P

Silvana disse...

Tás como eu!
É as notas, é a média e mais o CARALH*
(que paranóia do caraças!)
[desculpa-me a sinceridade brejeira :$]
Mas é que já irrita, daqui a nada mando tudo para um sitio que eu cá sei.