maio 06, 2009

Rivalidade visual, e fazes o meu querer... puramente carnal. É a vontade humana, a condição de querer, a condição do apetecer, a condição do ter que ter.
O meu irmão está a ver Hills Have Eyes 2, e acabou de partilhar comigo o melhor momento do filme: um morto a mandar a mão para se agarrar ao vivo, mas está morto... Creio que não pensaram nesse promenor; que se saiba um morto não tem vontade própria.

3 comentários:

inês mel disse...

Uau, donde são essas duas frases a negrito? Uau, uau!
Que eu saiba um morto não se mexe. Mas isso são só os meus saberes, e nem são lá grande coisa.

inês mel disse...

Sempre que venho aqui comentar e vejo que vou overdosar, fico a matutar. 'Overdose? De quê? Açúcar?'.
Açúcar num charro só se for. Odeio seringas. E o cheiro de tabaco. Mas snifar açúcar não deve ser lá muito bom. As cócegas são muitas e os espirros prováveis.

AnaLuísa disse...

uuh, adorei as frases a negrito. muito bom ;) *