maio 01, 2009

First'May.

I could call it the (biggest) day, but it isn't. I mean, today'll be the first time dancing for a public! Don't know how things will be: I'm not nervous, but I'm fearing to fail. Fear's comanding the world. Fuck off...
Fear's comanding the world. Que tipo de verdade é esta? Não é inconveniente, conveniente também não o é. É uma puta de uma verdade a sério! Há quanto tempo não via uma como esta hein? Há quanto tempo?! Não... Não é medo de errar, não é medo dos outros: é medo de si próprios. Toda gente tem medo de si próprio, toda gente tem medo de se libertar, de fazer o que realmente quer fazer, de agir segundo a inexistência de leis, de códigos, de ser quem realmente é. Todos temos instintos. Os meus instintos talvez já tenham sido matar; porque não matei? Os meus instintos talvez já tenham sido fugir; porque não fugi? Os meus instintos talvez já tenham sido acabar com a felicidade de alguém; porque não acabei? Os meus instintos talvez já tenham sido destruir o mundo à minha volta; porque não destruí? Porque a humanidade não pode ser instintiva... Se agissemos por instinto, eramos chamados de animais. MAS PORRA DIGAM-ME, não somos nós animais? Porque raio é que nos ensinam em Estudo do Meio e Biologia que somos animais e, depois, na televisão, passam de nós a imagem de um ser superior não-animal, mas racional. RACIONAL ONDE? Só se pensarmos com o olho do cu... Racional significa conformidade com a razão. Fuck human beings!
Ninguém me ouve falar assim, porque eu não falo assim. Disse, antes, que não sou rapariga de conversar! Eu escrevo o que penso, e como todos os outros, a minha vida fora não é o que eu realmente sou: talvez tenha medo...

2 comentários:

AnaLuísa disse...

o homem devia era se guiar pelo pensamento com sensibilidade. *

coloredleaves» disse...

Olha..simplesmente lindo, chega para dscrever este texto. Adorei (: