agosto 03, 2009

Temáticas

Temáticas variadas encontram a minha rotina, sem que eu tenha que estar sentada à espera que elas cheguem; procuro-as. Não deixa de ser verdade que cada vez fico mais confusa, mas cada vez me encontro num Universo mais interessante. Genética, Astronomia, Biologia, Geologia, Física, Química, Filosofia, Sociologia, Fotografia... Mais interessante se torna quando se conectam Genética e Sociologia, fenómeno que tive o (maravilhoso) prazer de conhecer hoje. Trata-se do alelo 334 do gene AVPR1A, conhecido como "responsável" pela infidelidade. Segundo um artigo presente na edição nº136 da Super Interessante, a infidelidade é genética: "um estudo sueco demonstrou que os portados do alelo 334 do gene AVPR1A são mais avessos ao compromisso afectivo e mais propensos à infidelidade." - achei magnífico, talvez fosse benéfico para o bem-estar sentimental da humanidade substituir esse alelo por um que potenciasse a fidelidade (fidelidade é oposta de infidelidade; matéria é opostade antimatéria; pegando nestes princípios, eu assumia como alelo da fidelidade - no mesmo gene - o 433. Indução, creio que muito mal conseguida). Relativamente à Astronomia, estou com uma enorme vontade de ir para a praia com o mapa do céu e com uma lanterna - não, não é para apontar para o céu, é porque na praia não há, supostamente, candeeiros de rua e a visão humana, além de estar pertinho dos infravermelhos, não é assim tão potente - para poder identificar constelações e observar a "chuva de meteoros" frequente nesta altura do ano (durante o período de 23 de Julho a 20 de Agosto) que são designados Perseidas porque parecem vir da constelação Perseu. Esses meteoros abundantes parecem, também, ser restos do cometa Swift-Tuttle.
ps. O concerto dos Xutos&Pontapés foi agradável, estou encantada com o Zé Pedro que, sozinho, fez as maravilhas da minha noite. No 12º ano quero ter um horário que me dê tarde livre à sexta para poder ir ver Peter Murphy a Coimbra.

5 comentários:

Davi(d) disse...

Tratam-se mesmo de temáticas que podemos gostar ou não. Não me diz muito, estas (:
Mas também já andei a espreitar outros textos e gostei mesmo.

AnaLuísa disse...

«a infidelidade é genética» - fogo, nem me digas isto :x

beijinho.*

Aragorn disse...

Pegaste aqui em três temáticas que me despertam particular interesse. Comecemos pela genética (a qual é uma hipótese para uma futura carreira profissional para mim), confesso que desconhecia um alelo com a "aptidão" para a infidelidade e também fiquei um pouco céptico quanto a isso, e para o refutar vou pegar numa outra temática que me desperta particular interesse, a filosofia. Como sabes na clonagem clonam-se "todos" os genes de um ser, dando origem a um ou mais novos seres geneticamente iguais ao anterior, ou seja TODOS os seus genes foram copiados. Por outro lado a infidelidade é um comportamento humano característico de uma personalidade digamos que irresponsável, e a nossa personalidade modela-se conforme a nossa consciência. E tu própria concordaste que clonamos corpos, mas nao clonamos consciências. Logo não estaremos a tentar "descartar" a responsabilidade dos nossos ombros pelos nossos actos para um dito alelo de um gene que supostamente é o responsável por tal? Parece-me mais uma "fuga" que uma descoberta científica. Posso estar completamente errado.
Bem já foquei 2 das temáticas que me despertaram, agora apenas falta a Astronomia, a qual me desperta um fascínio particular, tenho uma curiosidade enorme em conhecer o que nos rodeia, pois isso ajuda-nos a compreender melhor as nossas origens e do Universo, tenho imensa curiosidade em tudo o que se encontra para lá (e para cá também ;)) da nossa Termosfera. E mencionaste o nome do cometa Swift-Tuttle, o qual desconhecia e fiquei com interesse em saber mais.
Referiste-te também a Física a qual eu aprecio muito, mas nada que vá comentar em profundo senão fico com um comentário maior que o texto :D Gostei da analogia com a anti-matéria e da descrição da "fraqueza" da visão humana para observar fenómenos extraterrenos. E é tudo...por agora.

Davi(d) disse...

Ainda bem que todas as pessoas são diferentes. Eu, por exemplo, não gosto de Saramago (da forma como escreve nem dos temas dos livros, sinceramente) mas pronto, gostos não se discutem ;D

Joana disse...

Desculpa, mas tinha de te dizer que tens um blog muito original!
Parabéns (: