julho 11, 2009

(...) e ela dirá sabe-se lá o que o futuro lhe reserva, e quando já não tiverem mais nada que dizer ou quando as palavras começarem a ir por um lado e os pensamentos por outro, então se verá se algo poderá suceder que valha a pena recordar quando formos velhos.
José Saramago - Intermitências da Morte
(...)
A carta vai a lápis, e não é por acaso... Assim, no dia em que não nos pudermos olhar e tu vieres ler as recordações, vais pensar se fomos algo que vale a pena recordar, o que eu acho que valerá. Caso aches que não, apaga cada palavra e queima o papel rasurado por todas estas linhas equidistantes e mortas, para que os remorsos ardam sem dor. Amo-te.
Escrito por mim, numa carta ao meu ex-namorado
Depois de escrever a carta, de a enviar, de ela ser lida pelo destinatário, eu li a passagem de Saramago, chorei. Chorei porque acho que estas foram as palavras mais bonitas e mais sinceras que alguma vez escrevi para alguém. Chorei porque após 4 dias da data da carta (17 Fevereiro 2009, a carta, 21 Fevereiro 2009, quarto dia), via nas palavras de Saramago o reflexo das minhas, como quem ao lago se mira. Apetece-me chorar, porque em apenas um ano, com a mesma pessoa, experimentei as melhores e as piores sensações da vida, eu amava... Apetece-me chorar.

9 comentários:

inês mel disse...

Agora quem quer chorar sou eu.
Acho que a tua carta é uma das mais bonitas que já li. Não precisa de palavras caras ou de ser comprida, ou de ser bonita; é genuína.

E eu li primeiro o que tu escreveste (sabe-se lá porquê) e depois o que o Saramago escreveu, e sim, também consegui ver as tais semelhanças de que tanto falas.

MinnieSophie disse...

peço desculpa ser cusca ... mas eu ia comentar no blog da miel e depois vi um teu grande comentario xD
Quando li 'autocarro 7T' lembrei de coimbra ... deu-me quase vontade de chorar. Tenho saudades de coimbra, o meu lugar onde estudo que passo a maioria do tempo do ano :)
Já ha quase de 3 semanas que não estou em coimbra. SAUDADES! *.*

João Oliveira disse...

e se nao for mentira? :P

aviõesdepapel disse...

sim, é muito giro. posso-te mandar alguns vídeos se quiseres :P

AnaLuísa disse...

wow, que palavras! adorei. *

MinnieSophie disse...

estudar em coimbra sempe foi o meu sonho!
olha nao percebi a outra coisa que dizeste, do ricardo e da mariana... :/

Filósofo de Merda disse...

essas são as palavras do violoncelista, pensando na morte se não me engano.


Esta transmissão de pensamentos provocou uma intensa sensaçao em mim. Espero que a carta cor de violeta seja queimada, ao invés da tua.

Aragorn disse...

Quem me dera tirar o dito 20 *.*
Apreciei este pequeno excerto. Tens uma escrita profunda e agora percebo que realmente Saramago é o teu escritor de eleição.
Colocas bem a etiqueta get to know neste texto pois mostra muito do que és. Mostra a tua força de vontade, a tua sentimentalidade, e mesmo a tua maneira de ver o mundo, o que aprecio muito como já sabes, gosto da maneira como pensas, pois para além de pensar pensas de forma isenta.

indigestão disse...

Grandes palavras, grande Saramago.
Este teu post fez-me ficar com uma lagrima no olho, percebo bem o que escreves-te.
Um beijinho :)